domingo, março 09, 2008

Termo

Palavras emudecem devagar.
Só a presença:
Sem bom ou mau presságio.
Depois de tudo, o corpo esconde
o que é irrevogável.

Antonio Laranjeira

4 comentários:

ediney disse...

bons poemas camarada!!!fiz boa leitura

Estranha disse...

Gosto daqui. Visite-me.

tardezinha disse...

quantos silêncios certeiros há entre tuas ausências. gosto de tua ligeireza.

Perdigotos disse...

Obrigado pela visita.