quinta-feira, junho 29, 2006

Haikais pós-modernos - II

[Meio-dia]

No meio da feira, o flerte-fuga:
Peles, olhares, suores.
Buquê de plástico pisoteado no chão.

Antonio Laranjeira

3 comentários:

Janaína Calaça disse...

E o cheiro da fruta-vida, para ser comida já apodrecendo. É como nós... Vida que pulsa e que apodrece um pouco com o arrastar dos relógios.

Ei, preciso conversar com você.

Beijos

Jana

Janaína Calaça disse...

Ah, teu texto já está no Civilizados!

http://civilizados.naselva.com

Beijos

Jana

Priscila Fernandes disse...

Tinha lido mas não me atrevi a comentar até agora. Penso se o hai-cai suporta comentários, ou se, em seu silêncio ruidoso, ele se basta.